Edonion
Transformadores e mais...

Edonion Speedy 

primeiros passos 

Com o stock do Edonion 86FKF quase esgotado é o momento ideal para projectar um novo modelo de amplificador que sirva os ouvintes mais exigentes, mas que tenha em conta a época de dificuldades económicas em que nos encontramos.

Para este fim decidimos encontrar um desenho simples, que use componentes de baixo custo mas que seja compatível com a qualidade que a Edonion sempre quis colocar nos seus produtos.
 
Por todo o mundo existem válvulas PL504 que não sendo caras têm características excelentes para um andar de saída audio. Estas válvulas usavam-se antigamente no circuito de saída de linhas dos televisores. Por esse facto, na sua folha técnica só existirem dados relativos ao seu uso nesta aplicação. Se quisermos usar esta válvula numa etapa de potência audio não encontraremos muito por onde começar, pois nem na folha técnica, nem na interntet existia muito material acerca do assunto.   Desse modo é difícil calcular  pontos de operação, impedâncias de saída, etc. 
 
O facto de ainda poucos ou nenhuns se terem aventurado a construir ou publicar um audio-amplificador com esta válvula, não nos deteve. O estudo começou por analisar com detalhe as curvas das folhas técnicas para encontrar o melhor ponto de funcionamento.
 
Depois de algum tempo, chegamos à conclusão que o melhor ponto de operação seria com cerca de 170V, 125mA de BIAS e 750 Ω de placa a placa. De imediato percebemos que a baixa impedância de saída nos permite fabricar um transformador com uma largura de banda excelente.

Depois de decalcadas as curvas para um modelo de simulação matemática em linguagem Pspice, confirmaram-se as expectativas que inicialmente tínhamos. Era esperado conseguir cerca de 20W RMS em push-pull, modo tétrodo ou cerca de 12W RMS em modo tríodo. Isto com uma amplitude de banda em malha aberta de cerca de 20Hz a 40KHz. Em malha fechada com -12dB de Feedback vai aos 180KHz.


PL504 e seus acessórios



Restava agora colocar o circuito na breadboard e confirmar na prática o que em teoria parecia possível.
 
Para isso recorremos a uma board/chassis de teste devidamente desenhada para testar circuitos de válvulas.  Este é um instrumento de teste muito útil, pois permite poupar tempo em soldagens e dessoldagens , que a serem feitas no chassis final, seriam demoradas e difícieis.
 
Aqui houve alguma dificuldade em conseguir encontrar no stock corrente alguns transformadores que permitissem a correcta alimentação do circuito. As PL504 trabalham com 27 Volts no filamento, e os 160 Volts AC necessários para a rectificação, tampouco são comuns.
 
Depois de analisada a "sucata de transformadores" existente no laboratório  e combinando enrolamentos em anti-série e transformadores em paralelo, encontramos a combinação certa.
 
O ponto de operação da etapa de saída foi conseguido de acordo  com o esperado, socorrendo-nos do modo "cathode bias" com uma resistência comum aos dois cátodos.
 
A resistência comum adequada é de 110 Ω pelo que nos decidimos por duas resistências de 220 Ω - 5W em paralelo.
 
Tanto nesta configuração com resistência comum como com resistências individuais ao cátodo não ficámos satisfeitos com o balanceamento DC pelo que decidimos incorporar uma afinação.
 
Com uma variação de cerca de + 3.5 Volts na grelha de comando, através de uma malha de resistências, 2 condensadores e um trimmer de 47KΩ conseguiu-se a excursão necessária para compensar qualquer desbalanceamento DC.
 
Restava agora desenhar um driver inversor adequado e económico.
Para o efeito usamos a ECC83/12AX7 que tem o ganho suficiente para atacar directamente a etapa de saída. Com as válvulas de saída configuradas em pêntodo, o "efeito de Miller" é negligenciável pelo que uma "concertina phase splitter" ou também chamado "cathodine" é suficiente para atacar directamente.
 
Infelizmente a ECC83/12AX7 necessita de bem mais dos 200Volts para cumprir adequadamente com estas funcionalidades, pelo que foi necessário incorporar um circuito duplicador de tensão na fonte. Nada que mais alguns componentes extra não seja capazes de fazer.